Feed aggregator

(pt) France, Alternative Libertaire AL #262 - Night Walk orgulhoso, forte e bem veneram! (en, it, fr) [traduccion automatica]

A Infos -

Entre fascistas, policiais e sexismo cotidiano, apropriação do espaço público por mulheres e minorias de género é mais do que nunca de afirmar. É por isso que alguns meses, um evento feminista está organizado em Lyon para lembrar ato na rua e a noite pertencem a mulheres. ---- Mulheres de combate 69: este é o nome do espaço permanente onde vivem lado a lado pessoas de bairros como comunidade militante ou LGBT, criamos este ano, em Lyon. Para esta primeira iniciativa, quisemos envolver um máximo de mulheres cis (aqueles que vivem no sexo e gênero atribuído à nascença) e trans para a organização. Por isso, convocou uma AG sem mistura de apresentar nosso projeto. Setenta pessoas vieram. O desejo era ir, o impulso foi-se! ...

(pt) France, Alternative Libertaire AL #262 - Night Walk orgulhoso, forte e bem veneram! (en, it, fr) [traduccion automatica]

A Infos -

Entre fascistas, policiais e sexismo cotidiano, apropriação do espaço público por mulheres e minorias de género é mais do que nunca de afirmar. É por isso que alguns meses, um evento feminista está organizado em Lyon para lembrar ato na rua e a noite pertencem a mulheres. ---- Mulheres de combate 69: este é o nome do espaço permanente onde vivem lado a lado pessoas de bairros como comunidade militante ou LGBT, criamos este ano, em Lyon. Para esta primeira iniciativa, quisemos envolver um máximo de mulheres cis (aqueles que vivem no sexo e gênero atribuído à nascença) e trans para a organização. Por isso, convocou uma AG sem mistura de apresentar nosso projeto. Setenta pessoas vieram. O desejo era ir, o impulso foi-se! ...

(pt) cnt-ait toulouse: Solidariedade aos trabalhadores da região da França.

A Infos -

Há mais de dois meses, somos centenas de milhares que lutamos pela revogação da lei "MEDEF e Cie". Estas leis aparecem depois de muitas outras medidas ruins, todas elas com o mesmo objetivo: cortar direitos sociais, diminuir salários, fazer as relações trabalhistas mais precárias e flexíveis, para segundo eles tornar as empresas mais competitivas. Quando escutamos os patrões e o governo,´parece que é nossa culpa o fechamento de fábricas, as demissões e as falências por que somos muito bem pagos, por que teríamos muitos benefícios sociais. As empresas porém, jamais tiveram tantos benefícios como hoje, pouco lhes importa se nossos salários não chegam ao fim do mês. Nas manifestações, nos bloqueios de ruas, nos piquetes e greves, discutindo, mudando entre nós, redescobrindo que somos do mesmo mundo, somos os trabalhadores explorados e humilhados. Falando, dizendo e atuando juntos ...

(pt) cnt-ait toulouse: Solidariedade aos trabalhadores da região da França.

A Infos -

Há mais de dois meses, somos centenas de milhares que lutamos pela revogação da lei "MEDEF e Cie". Estas leis aparecem depois de muitas outras medidas ruins, todas elas com o mesmo objetivo: cortar direitos sociais, diminuir salários, fazer as relações trabalhistas mais precárias e flexíveis, para segundo eles tornar as empresas mais competitivas. Quando escutamos os patrões e o governo,´parece que é nossa culpa o fechamento de fábricas, as demissões e as falências por que somos muito bem pagos, por que teríamos muitos benefícios sociais. As empresas porém, jamais tiveram tantos benefícios como hoje, pouco lhes importa se nossos salários não chegam ao fim do mês. Nas manifestações, nos bloqueios de ruas, nos piquetes e greves, discutindo, mudando entre nós, redescobrindo que somos do mesmo mundo, somos os trabalhadores explorados e humilhados. Falando, dizendo e atuando juntos ...

(pt) CALC, [CQM – CURITIBA] A REVOLUÇÃO CURDA HOJE (PRÓXIMO SÁBADO)

A Infos -

Na região do Oriente Médio, mais especificamente nas fronteiras da Síria, Turquia, Irã e Iraque, há um cinturão denominado Rojava onde um processo revolucionário está ocorrendo. Nessa região, o povo curdo – que há tempos luta por sua autodeterminação e independência – está construindo uma nova forma de organização social pautada pela democracia de base, anticapitalista, antiestatal e pela libertação das mulheres. ---- Nesse processo as mulheres são protagonistas do movimento, e além de pegarem em fuzis para combater os ataques do Estado Islâmico, organizam-se em uma brigada própria (Unidade de Proteção das Mulheres – YPJ) para influenciarem na organização dessa sociedade e combaterem os regimes opressivos da região e de seu próprio povo. ...

(pt) CALC, [CQM – CURITIBA] A REVOLUÇÃO CURDA HOJE (PRÓXIMO SÁBADO)

A Infos -

Na região do Oriente Médio, mais especificamente nas fronteiras da Síria, Turquia, Irã e Iraque, há um cinturão denominado Rojava onde um processo revolucionário está ocorrendo. Nessa região, o povo curdo – que há tempos luta por sua autodeterminação e independência – está construindo uma nova forma de organização social pautada pela democracia de base, anticapitalista, antiestatal e pela libertação das mulheres. ---- Nesse processo as mulheres são protagonistas do movimento, e além de pegarem em fuzis para combater os ataques do Estado Islâmico, organizam-se em uma brigada própria (Unidade de Proteção das Mulheres – YPJ) para influenciarem na organização dessa sociedade e combaterem os regimes opressivos da região e de seu próprio povo. ...

(it) France, Alternative Libertaire AL giugno #262 - Content + Editoriale (en, fr, pt) [traduzione automatica]

A Infos -

Diritto del lavoro; incontro non misti; Casa del Popolo in Renna; Asylum, il Congresso della CGT , notte di marzo; condizionata sessuato; formazione di emancipazione; organizzazione comunitaria; Precari negli Stati Uniti; Rojava; Dimitri Buchenkov; BDS; ISP indipendenti; EDF; Referendum a Notre-Dame-des-Landes; di estrazione off-shore; Cento anni Entr'Aide e difesa sociale ---- Editoriale: Chi ha paura? ---- Full-luci: lavorando legge ---- il movimento al momento della verità ---- incontri non comuni per sostenere il movimento ---- Lotte ---- Rennes: Un'occupazione al servizio della lotta ---- Asylum: The confini omicidio, la libertà di movimento! ---- Sindacalismo ---- CGT: Un congresso ad alta tensione ---- Antipatriarcat ---- Night Walk: Fiero, forte e ben venerano! ---- Packaging sessuato: Maschio o femmina, grida o sussurri ...

(it) France, Alternative Libertaire AL giugno #262 - Content + Editoriale (en, fr, pt) [traduzione automatica]

A Infos -

Diritto del lavoro; incontro non misti; Casa del Popolo in Renna; Asylum, il Congresso della CGT , notte di marzo; condizionata sessuato; formazione di emancipazione; organizzazione comunitaria; Precari negli Stati Uniti; Rojava; Dimitri Buchenkov; BDS; ISP indipendenti; EDF; Referendum a Notre-Dame-des-Landes; di estrazione off-shore; Cento anni Entr'Aide e difesa sociale ---- Editoriale: Chi ha paura? ---- Full-luci: lavorando legge ---- il movimento al momento della verità ---- incontri non comuni per sostenere il movimento ---- Lotte ---- Rennes: Un'occupazione al servizio della lotta ---- Asylum: The confini omicidio, la libertà di movimento! ---- Sindacalismo ---- CGT: Un congresso ad alta tensione ---- Antipatriarcat ---- Night Walk: Fiero, forte e ben venerano! ---- Packaging sessuato: Maschio o femmina, grida o sussurri ...

(it) usi-ait: Devastazione e saccheggio -- LA RIFORMA SACCARDI DEVASTERA’ UNA SANITA’ TOSCANA GIA’ SACCHEGGIATA

A Infos -

In Italia, secondo il CENSIS, circa 9 milioni di persone rinunciano a curarsi o a fare analisi, pur avendone bisogno e anche In Toscana il fenomeno è impressionante. I motivi di questa rinuncia di massa alle cure sono di almeno 4 ordine e tipo: – L’impoverimento di fasce sempre più ampie di popolazione rimasta senza lavoro o con lavoro precario. – Ticket sempre più alti, spesso vicini alla quota che una persona pagherebbe nel privato; in Toscana per fare una normale radiografia si spendono 48 euro che già è una cifra pesante su stipendi sempre più bassi , ma per fare dei normali esami del sangue si può arrivare a spendere anche più di 100 euro. – Le liste d’attesa vergognose; in Toscana sono anni che si parla di riduzione, ma i tempi sono sempre più lunghi in pratica ti fanno fare esami, visite, interventi, come si dice, “a babbo morto”. – L’eccessiva distanza dai ...

(it) usi-ait: Devastazione e saccheggio -- LA RIFORMA SACCARDI DEVASTERA’ UNA SANITA’ TOSCANA GIA’ SACCHEGGIATA

A Infos -

In Italia, secondo il CENSIS, circa 9 milioni di persone rinunciano a curarsi o a fare analisi, pur avendone bisogno e anche In Toscana il fenomeno è impressionante. I motivi di questa rinuncia di massa alle cure sono di almeno 4 ordine e tipo: – L’impoverimento di fasce sempre più ampie di popolazione rimasta senza lavoro o con lavoro precario. – Ticket sempre più alti, spesso vicini alla quota che una persona pagherebbe nel privato; in Toscana per fare una normale radiografia si spendono 48 euro che già è una cifra pesante su stipendi sempre più bassi , ma per fare dei normali esami del sangue si può arrivare a spendere anche più di 100 euro. – Le liste d’attesa vergognose; in Toscana sono anni che si parla di riduzione, ma i tempi sono sempre più lunghi in pratica ti fanno fare esami, visite, interventi, come si dice, “a babbo morto”. – L’eccessiva distanza dai ...

(fr) cnt-f: MANIFESTATION CONTRE LA LOI TRAVAIL JEUDI 23 JUIN 12H

A Infos -

Depuis 3 mois nous luttons contre la loi El-khomri et pour son retrait. Cette lutte est l’occasion de redynamiser les forces collectives contre l’exploitation. C’est aussi l’occasion de découvrir de nouvelles formes de lutte, ou de mettre à jour les anciennes, dans un contexte inédit. Pour certain-es c’est même l’occasion de découvrir la lutte tout court. L’imagination est au travail ainsi que l’expérimentation par l’action. C’est l’occasion d’oser franchir le pas. La nécessité de s’organiser sur une base de lutte de classe (re)devient une évidence. Et pourquoi pas sans laisser décider quelqu’un d’autre à notre place? ---- La loi El-khomri, si par sa radicalité patronale dans la casse des acquis sociaux, mérite de bloquer le pays pour l’empêcher de passer, elle focalise aussi des tensions, des colères, des révoltes, des raz-le-bols, qui existent depuis plus ...

(fr) cnt-f: MANIFESTATION CONTRE LA LOI TRAVAIL JEUDI 23 JUIN 12H

A Infos -

Depuis 3 mois nous luttons contre la loi El-khomri et pour son retrait. Cette lutte est l’occasion de redynamiser les forces collectives contre l’exploitation. C’est aussi l’occasion de découvrir de nouvelles formes de lutte, ou de mettre à jour les anciennes, dans un contexte inédit. Pour certain-es c’est même l’occasion de découvrir la lutte tout court. L’imagination est au travail ainsi que l’expérimentation par l’action. C’est l’occasion d’oser franchir le pas. La nécessité de s’organiser sur une base de lutte de classe (re)devient une évidence. Et pourquoi pas sans laisser décider quelqu’un d’autre à notre place? ---- La loi El-khomri, si par sa radicalité patronale dans la casse des acquis sociaux, mérite de bloquer le pays pour l’empêcher de passer, elle focalise aussi des tensions, des colères, des révoltes, des raz-le-bols, qui existent depuis plus ...

(fr) ucl-saguenay: [France] Début d’occupation et mise à sac du chantier à Bure. Appel à soutien! par Collectif Emma Goldman

A Infos -

Lien vers l'original, ici. Le Collectif anarchiste Emma Goldman soutien cette occupation! ---- Pour suivre les dernières infos, ---- Pour les besoins matériels, ici. Pour l'appel au soutien financier, ---- À Bure, appel aux blocages et occupations tout l’été contre le début des travaux de la poubelle nucléaire CIGEO! ---- Aujourd’hui, dimanche 19 juin, nous avons temporairement libéré le bois communal de Mandres-en-Barrois du joug de l’ANDRA et sa poubelle nucléaire CIGEO. Devant notre grand préau de bois érigé là où les premiers déboisements ont eu lieu, nous, habitant-e-s en résistance d’ici et ailleurs, associations, collectifs, déclarons la forêt de Mandres occupée! ---- Nous engageons un nouveau pas dans la résistance: face aux débuts des travaux, nous opposons notre joie et notre espoir tenace. Nous ne voulons pas d’une «zone des puits» branchée sur des milliers ...

(fr) ucl-saguenay: [France] Début d’occupation et mise à sac du chantier à Bure. Appel à soutien! par Collectif Emma Goldman

A Infos -

Lien vers l'original, ici. Le Collectif anarchiste Emma Goldman soutien cette occupation! ---- Pour suivre les dernières infos, ---- Pour les besoins matériels, ici. Pour l'appel au soutien financier, ---- À Bure, appel aux blocages et occupations tout l’été contre le début des travaux de la poubelle nucléaire CIGEO! ---- Aujourd’hui, dimanche 19 juin, nous avons temporairement libéré le bois communal de Mandres-en-Barrois du joug de l’ANDRA et sa poubelle nucléaire CIGEO. Devant notre grand préau de bois érigé là où les premiers déboisements ont eu lieu, nous, habitant-e-s en résistance d’ici et ailleurs, associations, collectifs, déclarons la forêt de Mandres occupée! ---- Nous engageons un nouveau pas dans la résistance: face aux débuts des travaux, nous opposons notre joie et notre espoir tenace. Nous ne voulons pas d’une «zone des puits» branchée sur des milliers ...

(fr) France, Communistes Libertaires CGT - 23 juin: Tous et toutes à la manif!

A Infos -

Après le 49-3 au Parlement, le gouvernement PS nous inflige un 49-3 dans la rue! Hollande et Valls ont décidé de pousser les 7 syndicats, et en particulier la CGT, dans leurs derniers retranchements avec l’objectif d’affaiblir et discréditer le syndicalisme de lutte. Soit les 7 se dégonflent et leur base entre en colère, soit la manif du 23 se termine en tragédie et les dirigeants «modérés» reprennent la main sur les appareils confédéraux... Sinistre calcul que nous battrons en brèche dans la rue, dans les blocages et dans la grève! http://www.communisteslibertairescgt.org/23-juin-Tous-et-toutes-a-la-manif.html ...

(fr) Coordination des Groupes Anarchistes cga-rp: Front Antipatriarcal – Brisons le silence: Femmes partout, Résistance partout

A Infos -

Aujourd’hui, alors que les violences contre les femmes se multiplient, que les actes fascistes et racistes se répandent, nous nous révoltons. ---- Nous, anarchaféministes du Front Antipatriarcal (groupe anarchaféministe de la CGA-RP), nous battons pour nous et nos sœurs, pour les 150 femmes assassinées, pour celles suicidées terrassées par la violence des hommes, pour les 250 000 femmes violées tous les ans. ---- Nous nous battons pour faire voler en éclat nos prisons. Chaque femme assassinée est notre révolte. ---- La violence contre les femmes c’est la violence physique et psychologique (qui va du harcèlement au viol et au féminicide), c’est la violence sociale et économique (exploitées au travail et à la maison, enfermées dans le rôle de mère et d’épouse, lesbophobie, transphobie, contrôle de nos déplacements et de nos vies), c’est la violence raciste ...

(pt) Grécia, Organização Política Anarquista APO: Informação sobre as manifestações em solidariedade com os lutadores na França

A Infos -

Durante os últimos dias em várias cidades do território do Estado grego se realizaram várias mobilizações em solidariedade com as greves e as lutas sociais e de classe que estão em curso na França. Segue uma breve informação sobre elas. ---- Na terça, 14 de junho, dia da Greve Geral e de várias manifestações no território do Estado francês, a Organização Política Anarquista convocou uma manifestação fora da embaixada da França, no centro de Atenas. Assim que os primeiros manifestantes anarquistas chegaram ao local da manifestação e abriram suas faixas, foram agredidos por fortes forças policiais. Os policiais trataram de repelir os manifestantes, que não se dispersaram e se reuniram a poucos metros do cordão policial. A manifestação se realizou neste lugar, a poucos metros da embaixada. Os blocos dos partidos esquerdistas e extraparlamentares chegaram meia hora ...

(pt) Brazil, Coletivo Quebrando Muros - Debate: A Revolução Curda Hoje [Curitiba]

A Infos -

O Coletivo Quebrando Muros convida à todas(os) para debater o processo revolucionário curdo. ---- Na região do Oriente Médio, mais especificamente nas fronteiras da Síria, Turquia, Irã e Iraque, há um cinturão denominado Rojava onde um processo revolucionário está ocorrendo. Nessa região, o povo curdo – que há tempos luta por sua autodeterminação e independência – está construindo uma nova forma de organização social onde o protagonismo feminino e a crítica ao Estado nacional, ao poder centralizado, são fundamentais para entender esse movimento. ---- Foto: YPJ – Unidade de Proteção Feminina ---- O espaço contará com a presença de um militante que esteve em regiões curdas e trará elementos e relatos desse processo revolucionário que consideramos dos mais importantes no contexto atual. Pretendemos relacioná-lo a outros processos de luta e entender o que isso tem a ver ...

(pt) UNIPA: Comunicado nº 47 da União Popular Anarquista – UNIPA: Com impeachment ou não, a tarefa é organizar o povo contra o ajuste fiscal! por uniaoanarquista

A Infos -

A conjuntura brasileira caminha para um recrudescimento das políticas neoliberais que significará o empobrecimento e a perca de direitos do povo brasileiro. Tal avanço neoliberal ocorrerá tanto com impedimento da presidente Dilma, ou mesmo com a continuação do PT no poder. Dada a conjuntura atual, com o impeachment em andamento e as cartas já marcadas, um dos cenários que prevíamos no comunicado 46, a consolidação do impeachment, do golpe da burguesia no PT, se consolida, assim como o comportamento do bloco socialdemocrata, se consolida para um dos cenários que prevíamos: manter os protestos dentro da legalidade e sabotar a agitação de massas, se posicionando ainda como um partido da ordem. A recente decisão da direção nacional do PT em favor das alianças com o PMDB para as eleições municipais, bem como a “abertura” da CUT em negociar a Reforma da ...

(it) anarresinfo: No Tav. Arresti, perquisizioni, obblighi di firma

A Infos -

Questa mattina tra Torino e la Val Susa è scattata una nuova operazione repressiva nei confronti di 23 No Tav. Due sono stati tradotti in carcere, a nove sono stati imposti gli arresti domiciliari, agli altri l’obbligo di firma. ---- Nel mirino della magistratura è finita la manifestazione No Tav dello scorso 28 giugno, quando un corteo partito da Exilles provò per due volte a spezzare i blocchi di accesso a via dell’Avanà. La prima volta scendendo verso i cancelli prima del ponte sulla Dora sulla statale 24, senza riuscire e buttare giù i jersey, ma guadagnando lacrimogeni a pioggia. Un secondo tentativo di forzare i blocchi, piazzati prima del ponte della Dora in fondo a via Roma ebbe miglior successo: i jersey vennero abbattuti, ma i carabinieri caricarono e nuovamente vi fu un impiego ancor più massiccio di lacrimogeni. ...

Pages

Subscribe to media island international aggregator